PÃO DE LÓ E SUA ORIGEM

Pão-de-Ló-de-Laranja

PÃO DE LÓ  E SUA ORIGEM

Pão de Ló, esse bolo tão gostoso e fofo, é um dos bolos mais tradicionais de Portugal, e como a maioria da doçaria portuguesa tem origem nos conventos. Diz a tradição que a receita de Pão de Ló pertencia às freiras do Convento de Coz  que ensinaram as técnicas do seu preparo a uma família de Alfeizerão.

 Dizem também que embora a origem do nome seja portuguesa, suas raízes são espanholas descendentes de um biscoito similar ao pão de ló que era preparado nos mosteiros e conventos de Castela  na Espanha.

O pão de ló estava sempre presente nas mesas dos padres mais abastados, ele era indicado para as dietas de convalescentes, como  também era enviado como presente e conforto  a famílias enlutadas. Também era oferecido aos condenados à morte junto com um copo de vinho, quando subiam à força.

O pão de ló foi introduzido no Japão, como Pão de Castela onde ficou conhecido como “castella” (pronuncia-se castera) por causa das claras em castelo que são mais firme que as claras em neve, e através do tempo tornou-se um dos doces mais típicos de lá, chamado Kasutera.

Esse bolo simples, mas com uma textura incomparável, na Itália é conhecido com o pão de ló genovês e pan di Spagna,  na Inglaterra e nos Estados Unidos é o Sponge cake.

Em Portugal existem muitas variedades desse bolo dependendo da região, alguns tornaram-se até símbolos regionais, como o de Alfeizerão, o de Ovar, o de Margaride, o Minhoto, o de Mirandela e o de Arouca.   Existe em Portugal até o” pão de ló à brasileira”, diferente dos tradicionais por levar menos ovos.

Enfim o Pão de Ló, mesmo com algumas variações de regiões ou de países, é sempre um delicado e delicioso bolo para se degustar, quer seja no verão ou no inverno.

Eu só não entendo muito bem o porquê da expressão  “ É mais fácil sustentar um burro a pão de ló”,  mas com certeza gosto muito da outra expressão  “Ser tratado a pão de ló”.

E depois de tanto falar em pão de ló, só mesmo degustando um para poder avaliar toda a sua fama.

Pão-de-ló-de-laranja-2

PÃO DE LÓ DE LARANJA

INGREDIENTES

6  ovos

2 xícaras de chá de açúcar

1 xícara de chá de suco de laranja

2 xícaras de chá de farinha de trigo

1 colher de sopa de fermento em pó

Calda

½  xícara de chá de suco de laranja

½  xícara de chá de açúcar

Misturar os dois sem ir ao fogo.

Opcional: Cobertura

Açúcar de confeiteiro a gosto dissolvido em um pouco que baste de suco de laranja.

MODO DE PREPARO

Bater as claras em neve, juntar as gemas uma a uma, misturando bem.  Acrescentar em seguida o açúcar, continuar batendo acrescentando então o suco de laranja alternando com a farinha de trigo. Por último misturar o fermento.

Levar ao forno a 180° em forma untada e polvilhada até ao teste do palito ou por aproximadamente 30 minutos.

Deixar esfriar um pouco e desenformar, cobrindo o bolo com a mistura de suco de laranja e açúcar. Em seguida se gostar cobrir com o açúcar de confeiteiro e enfeitar com frutas.

Bom Apetite

Gina

Anúncios

14 comentários sobre “PÃO DE LÓ E SUA ORIGEM

  1. Minha amiga,
    mais que fatia maravilhosa!
    Feliz de quem saboreou este bolo tão lindo e delicioso!
    Eu não conhecia a origem do pão-de-ló, mas a expressão
    sim, rsrs.

    Beijinhos, fica com Deus ♥

  2. Gina querida, adorei a explicação sobre o pão de ló, eu realmente desconhecia tudo que foi dito.
    Agora vamos falar dessa delícia…
    Amiga, que receita é essa?
    Olhando a foto da fatia, me sinto saboreando e babando kkkk
    Aff !!!
    Gina , vc nem imagina como me sinto lisonjeada com tanto carinho, obrigada amiga.
    Bjsssssssssss e uma noite abençoada p/vcs

    Ah! As fotos ficaram lindas.

  3. Gina querida que bacana a história sobre o pão de ló, gosto muito de ficar a par da culinária e seus produtos,Muito bom saber. Esse seu pão de ló ficou lindo, com uma decoração muito delicada e essa fatia está de babar. Esse é um bolo que pode-se dizer que foi tratado à pao de ló hehe. Adorei. Beijinhos

  4. Oi Gina:)

    Adoro pão-de-ló! Não fosse uma típica portuguesa que desde sempre comeu pão-de-ló:)
    O teu ficou perfeito e com essa cobertura ficou ainda mais delicioso, assim é mesmo difícil resistir:)

    A expressão “mais vale manter um burro a pão-de-ló” segundo sempre ouvi dizer refere-se a uma pessoa que coma muito ou seja que está sempre a comer e isso significa que além do trabalho que dá a sustentar dá também muito prejuízo €€€, por isso manter um burro a pão-de-ló deve ficar mais barato:):):)

    Beijinhos

  5. Olá Gina,
    eu amo pão-de-ló!! Um dos meus bolos favoritos. E foi dos primeiros que aprendi a fazer com minha mãe e avó.
    O que costumamos fazer é simples com poucos ovos ou uma versão parecida com este seu de laranja. Depois há tantas variedades de pão-de-ló, aqueles super ricos cheios de ovos, deliciosos e cremosos.
    Eu prefiro assim, bem fofo e simples, com o toque da laranja e essa clada, que lindo amiga!!
    Um beijinho.

  6. Já tive a oportunidade de provar o de Alfeizerão, o de Ovar, o de Margaride e o de Arouca.. Cada um com as suas características, todos uma delícia. E o da minha mãe, então? ehehehe

    Adorei e é uma óptima receita para passar de geração em geração. 🙂

  7. Gina, minha grande amiga, tenho comentado pouco os teu postes por falta de tempo. Porém, visito-os sempre para animar os meus olhos e gulodice. Gosto imenso de pão-de-lo e é engraçado que faço aqui em caça de uma maneira muito semelhante à tua. Gostei muito da apresentação e do apontamento lindo da cobertura.
    Beijinhos minha grande a saudosa amiga.
    Maria

  8. Querida Gina,

    Muito obrigada pelo seu carinho lá no nem Brisa Maritima, não sei porque razão não terá conseguido comentar no Blog do Chocolate, mas não é a primeira pessoa que se queixa que nem sempre consegue comentar… 😦
    Mas não se preocupe ! 🙂

    Conheço muito bem os típicos pães de ló portugueses pois adoro-os, é de facto um dos meus bolos de eleição e cá em casa também gostam muito ! 🙂
    O seu está lindo, uma tentação valente, irresistível com essa calda de laranja e enriquecido pela cobertura que optou colocar ! 🙂 Adorei ! 🙂

    Amiga, a expressão “mais vale sustentar um burro a pão de ló”, prende-se (tal como a querida Formiguinha referiu) com as pessoas que comem imenso e que ficam dispendiosas por isso mesmo. Como o pão-de-ló é considerado um bolo caro, pela quantidade de ovos que leva, em especial aqueles mais tradicionais, usamos então essa expressão que significa que fica ainda mais barato dar pães-de-ló a burros do que sustentar aquela pessoa. 🙂

    Um grande beijinho e boa semaninha ! 🙂

    Isabel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s