SAL – UM TEMPERO E UM PERSONAGEM

 Biscoitinhos-de-parmesão-e-aniz

Eu já comentei aqui o quanto gosto de doces, chego a ser parente das formiguinhas, mas ultimamente em virtude de ter que diminuir o sal na alimentação, ando pensando muito a seu respeito e acho que ele é mais que um simples tempero.

O sal é uma necessidade vital para o nosso organismo além de ser um tempero imprescindível, ele tem um significado profundo para diversas culturas. Ele já foi um artigo muito disputado, já motivou guerras e estimulou o comércio entre povos. Sem o sal não seria possível estocar alimentos antigamente, por isso ele passou a ter valor de moeda.

 O sal foi introduzido através das civilizações não só como um tempero, mas também como diversas maneiras de reverências tanto religiosas, como supersticiosas ou culturais.

Na religião – o rito do sal–  onde a mãe, coloca uma pitada de sal nos lábios da criança, lembrando a passagem bíblica na qual Jesus diz: “Vós sois o sal da terra“).

No Laos e no Sião as mulheres grávidas banham-se diariamente com sal, para obter proteção contra as maldições.

Os caboclos e caipiras colocam uma fileira de sal na porta ou um copo com salmoura para evitar e espantar o mau-olhado

Os egípcios usavam sal grosso para retirar a umidade do corpo no processo de mumificação

Banho de sal grosso e o escalda-pés protegem e neutralizam a eletricidade do corpo.

Em alguns países, depois de uma cerimônia fúnebre é jogado sal no corpo para retirar as más vibrações.

Nos países onde tem neve é jogado sal para o degelo das ruas e rodovias nos meses de inverno.

Na luta do Sumô os competidores jogam sal no ringue para que a luta seja leal e o ambiente purificado.

Os esotéricos recomendam o sal para a limpeza da aura, o campo de luz que envolve o corpo humano.

O saleiro passado de mão em mão a outra pessoa da mesa traz má sorte.

Para quem acredita, jogar sal afugenta os vampiros.

O sal é ótimo para conservar a coloração dos tecidos

O mar mais salgado é o Mar Morto, no Oriente médio.

Enfim, são tantas as histórias, as curiosidades e as superstições, sem falar das mil e uma utilidades do sal na limpeza de casa, roupa e etc, que acho que o Sal é um personagem que realmente faz diferença no dia-a-dia, e que não é devidamente valorizado.

Afinal sem ele a vida ficaria meio sem “sal”, rsrsrsrs

Então em homenagem ao Sr. Sal,  e para comemorarmos nesta época com um brinde, sugiro estes biscoitinhos salgados ( porém não muito), que são verdadeiramente deliciosos.

 Biscoitinhos-de-parmesão-e-aniz--2-

BISCOITOS DE PARMESÃO E ANIZ

INGREDIENTES

150 grs. de farinha de trigo peneirada mais um pouco para polvilhar

1 pintada de sal

50 grs. de manteiga sem sal em temperatura ambiente

 50 grs. de queijo parmesão ralado (também pode ser queijo cheddar ralado)

1 gema

1 ovo batido para pincelar

1 colher de café de orégano bem moído

1 colher de chá de sementes de aniz  (pode substituir por mostarda de Dijon)

MODO DE PREPARO

Misturar a farinha, o sal e a manteiga até ficar uma farofa. Adicionar o queijo e misturar.

Em seguida bater a gema com 1 colher de sopa de água gelada, o orégano e o aniz ou mostarda  e juntar à massa. Colocar numa superfície enfarinhada e sovar delicadamente. Colocar num filme de PVC e levar à geladeira por 1 hora.

Pré-aquecer o forno a 200°. Amassar mais um pouco a massa e abrir num retângulo aproximado de 30×15. Com uma faca ou cortador apropriado corte tiras de 1cm pelo lado menor, ou faça rolinhos pequenos como os da foto.

Pincelar com o ovo batido e polvilhar com queijo ralado. Colocar na assadeira antiaderente e levar ao forno por uns 15 minutos. Deixar esfriar e transferir para uma grade.

Guardar em um recipiente hermético depois de totalmente frios.

A receita dá de 15 a 20 unidades.

Bom Apetite

Gina

11 comentários sobre “SAL – UM TEMPERO E UM PERSONAGEM

  1. Bom dia Gina,
    Muito interessante o texto, necessitamos do sal para viver, mas se tivermos uma alimentação variada e natural grande parte dos ingredientes já o possuem na composição.
    Adorei os biscoitinhos, ficaram lindos e são muito saborosos.
    Abraço,
    Vânia

  2. Querida Gina,
    o sal é muito útil mas em excesso mata, rsrs.
    Gostei muito do texto, o sal é sagrado e espanta mau olhado e tbm
    é bom p/ acabar com as lesmas, elas derretem, rsrs.

    Amei os seus biscoitinhos, a receita é prática e ficam com gostinho
    de quero mais!

    Beijos, fique com Deus ♥

  3. Oi Gina, e assim chegamos a conclusão de que o sal tanto faz o mal quanto faz o bem, depende de como é empregado né?
    Amiga, terremotos passam, só precisamos de equilíbrio p/ sobrevivermos a ele viu?
    Mesmo de longe, conte comigo sempre ok?
    Bjsssss e um FDS muito abençoado p/vcs

  4. Gina querida que saudades de vc amiga, como vai? Vc está bem? Sua família está tudo bem? Desculpe tantas perguntas mas é que fiquei preocupada com o comentário da Conceição. Ela disse terremotos!!! Terremotos no real sentido da palavra ou da vida? Bem, amiga só espero que esteja tudo bem com vc e sua família. Adorei o post sobre o sal, ele é mesmo um mal necessario não é? Aqui em casa fomos criados a não passar o sal de mão em mão na mesa, coisas de criação hehe. Adorei seus biscoitinhos, gosto de biscoitos salgados. Beijinhos amiga, fique com Deus

  5. Oi Gina:)

    Algumas das utilizações do sal já eu conhecia. Muito interessante!
    Interessante são também esses biscoitinhos de aspecto tão delicioso que aposto não resistia petiscar:)
    *Desejo que a tempestade em sua vida passe e que a bonança permaneça para sempre. Fico a torcer:)

    Beijinhos

  6. Oh, I love a salty, cheesy snack! Your cookies look divine.

    I’m so sorry to hear your were affected by an earthquake…hope you, your family and home are safe and secure. Sending you hugs and prayers, my friend. xo

  7. Querida amiga
    Espero de coração que esse “terremoto” passe o mais rápido possível! Estou torcendo por você!
    Quanto a tua receita, devo dizer que adorei e comeria uns biscoitinhos desses agora mesmo!
    Aqui em casa, de sal fino, uso somente o rosa.
    Um grande e forte abraço e fique bem.
    Léia

  8. Gina querida,

    Contra mim eu falo !🙂
    Adoro sal, adoro comidas bem puxadas mas tenho a perfeita noção de que tem de haver muita contenção nos temperos !🙂
    Esta sua publicação é muito didáctica, adorei ler amiga, e adorei também os seus biscoitos que só podem estar deliciosos com ostemperos que lhe colocou !🙂

    Espero que esteja tudo bem consigo por aí, desejo-lhe um Natal bem feliz junto da sua familia e dos seus amigos !

    Um beijinho grande querida ! *

  9. Olá querida Gina!
    Que delicia de biscoitos e o aspecto é lindo. Cá em casa uso muito pouco sal, habituei-me e agora quando o tempero é mais apetitoso ou salgado, já não me sabe bem. então vou adorar estas maravilhas.
    Minhas queridas, desejo-vos um Santo Natal, Festas Felizes e um ano novo, prosperidade.
    Beijinhos e obrigada pela visita❤

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s